Ir para o conteúdo

Câmara Municipal de Maracaju - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Câmara Municipal de Maracaju - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
25
25 NOV 2021
VEREADOR ROBERT ZIEMANN INDICA ESCOLA LIMA DE FIGUEIREDO PARA SER TORNAR ESCOLA CÍVICO-MILITAR.
enviar para um amigo
receba notícias
Na Sessão Ordinária desta semana o vereador Robert Ziemann, pediu o encaminhamento de um requerimento a secretária de educação  do estado de Mato Grosso do Sul, Maria Cecília Amêndola da Motta e também ao subsecretário Edio Antônio, reiterando o pedido para que o município de Maracaju possa ter escola com as diretrizes cívico-militar. Robert indica a Escola Estadual Lia de Figueiredo. 
 
Em 2019 o vereador já havia feito esse pedido ao governo do estado, e neste ano o vereador Luciano França abraçou a questão, propondo um Simpósio e Audiência Pública sobre o tema, que foi realizado em agosto deste ano.  
 
Mato Grosso do Sul, já tem seis escolas que são conduzidas com as diretrizes de escolas cívico-militares, implantadas pelo MEC, 2 estaduais em Campo Grande e 1 municipal nas cidades de Jardim, Porto Murtinho, Costa Rica e  Corumbá. 


Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.
 
O modelo implantado pelo Ministério da Educação tem o objetivo de melhorar o processo de ensino-aprendizagem nas escolas públicas e se baseia no alto nível dos colégios militares do Exército, das Polícias e dos Corpos de Bombeiros Militares. Não intervém no Plano Pedagógico, mas melhora a educação básica.
 
Como funciona?
Os militares atuam no apoio à gestão escolar e à gestão educacional, enquanto professores e demais profissionais da educação continuam responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico.

Participam da iniciativa militares da reserva das Forças Armadas, que serão chamados pelo Ministério da Defesa. Policiais e Bombeiros militares poderão atuar, caso seja assim definido pelos governos estaduais e do Distrito Federal.

"Não tenho dúvida que o resgate do civismo e patriotismo, representa o amor e respeito à pátria, à educação e aos profissionais de educação, a disciplina escolar se estende ao convívio familiar, e o que for necessário para colocar em prática esta ação, assim faremos. Coloco a Câmara a disposição para realizarmos esta ação que é o sonho de grande parte da população, destacou  Robert Zieman.
Fonte: Câmara Municipal
Autor: Assessoria de Comunicação
Local: Maracaju - MS
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia